maxresdefault (1)

Google Hotel Ads aprenda como funciona

Sabe os anúncios em Links Patrocinados no Google que seu hotel paga por clique? Eles estão com os dia contados!

O Google reforça a cada dia sua posição como relevante player no mercado hoteleiro on-line, o que incomoda grandes nomes como o Booking e o TripAdvisor. No entanto, o Google tem diferenças claras em relação a seus concorrentes, pois não está se tornando uma OTA pura e também não está criando um mecanismo de metabusca, como o Trivago.

A nova arma do Google é sua plataforma de anúncios exclusiva para o mercado hoteleiro que já está funcionando em diversos países, e deve desembarcar em breve no Brasil, o Google Hotel Ads.

O Google Hotel Ads já está disponível em países como a Áustria, Bélgica, Reino Unido, França ou Itália. Com este novo formato de publicidade, o Google vai entregar aos usuários informações sobre disponibilidade e tarifas em seus diferentes produtos – seu buscador, o Google Maps e Google Destinations, especialmente em dispositivos móveis. E para os hotéis tornar muito mais eficiente e mensurável o retorno sobre o investimento.

Você provavelmente já notou algumas diferenças quando você testa buscar hotéis no Google.com. Primeiro, que não existem mais anúncios na lateral da página para não tirar o foco do usuário.

Hoje a estrutura vem primeiro links patrocinados (cerca de 4 anúncios), depois vem um quadro com um mapa em cima e 3 opções de hotéis com a tarifa já apresentada, e abaixo do quadro é que aparecem os resultados normais orgânicos. E é neste quadro onde funcionará seus anúncios do Google Hotel Ads.

A plataforma vai possibilitar que seu hotel edite facilmente suas comodidades e dados sobre o hotel (Wi-Fi, estacionamento, café da manhã, piscina…) ou fotos correspondentes a sua propriedade que são exibidas nos resultados da pesquisa.

Também oferece a possibilidade de adicionar guias interativos em 360° e de maior qualidade pelo interior do hotel graças ao Google Maps Business View, com tecnologia Street View, para que os viajantes possam conhecer o estabelecimento mais pormenorizadamente antes de reservar sua estadia.

Como funciona?

A grande novidade da plataforma é seu modelo de pagamento, o que antes você pagavo por clique agora você paga apenas quando de fato gerar uma reserva ao hotel.

O novo modelo de custo por aquisição (CPA) do Google Hotel Ads é semelhante ao velho Google Hotel Finder, mas com algumas variações importantes. O Google Hotel Finder fez referência ao motor de busca de hotéis que permitia os clientes posicionar seus hotéis junto a outras agências on-line, já o Google Hotel Ads  permite reservar diretamente no Google sem sair da plataforma.

Como funcionam os lances e o leilão de anúncios do Google Ads Hotel?

No Google Hotel Ads há 2 possibilidades de lances de CPA:

  1. Lance por comissão: neste caso o hotel define uma comissão a ser paga sobre o valor total da reserva efetuada pelo usuário, nos mesmos moldes de pagamento às OTA`s.
  2. Lance fixo por diária: há a possibilidade de definir também uma taxa fixa por diária convertida, por exemplo: R$10 por diária vendida.

Os multiplicadores de lances do Google Hotel Ads

Além do lance base, é possível especificar um multiplicador de ofertas para uma variedade de fatores. Você pode ajustar os multiplicadores para aumentar ou diminuir suas ofertas de acordo com a plataforma de pesquisa do usuário no Google, país do usuário, dispositivo (desktop / móveis ou tablet), duração da estadia, entre outros.

Esses multiplicadores permitem por exemplo, você autorizar o Google a aumentar seu lance base em, por exemplo, 30% caso a pesquisa do viajante seja de pelo menos 4 diárias, ou caso sejam usuários que estejam pesquisando viagens de segunda à quinta-feira, quando normalmente seu hotel de lazer está mais vazio.

Os 6 multiplicadores de lances são:

  1. Por plataforma Google (Google Maps, Local Universal ou Google Places): você pode variar o valor do lance para cima se o usuário estiver navegando no Google Maps por exemplo.
  2. País do usuário: pagar mais por usuários da Argentina que estejam pesquisando hotéis na sua cidade.
  3. Duração mínima da estadia: para pessoas que estejam buscando hospedagem por pelo menos 6 diárias, você pode atribuir um multiplicador do lance.
  4. Tipo de dispositivo (mobile, tablet, desktop): para viajantes que estejam pesquisando pelo celular, por exemplo.
  5. Datas de check-in: variar o lance para pessoas que estão escolhendo a segunda-feira como data de check-in.
  6. Por datas específicas: variar o lance se o usuário estiver pesquisando por um feriado específico, por exemplo.

Add a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *